Sementes Roos no evento SEMEAR 2018 – Reconhecimento em TSI

O tratamento industrial de sementes é considerado um dos principais processos para o estabelecimento de uma lavoura de alto potencial produtivo.  Esta prática não só permite controle das principais pragas e doenças de solo, mas também pode impedir a entrada do patógeno nas plantações de soja.

Pensando nisso, a BASF reuniu no município de Indaiatuba (SP) sementeiros, pesquisadores e consultores para discutir as perspectivas do setor. Os participantes do evento Semear representaram 80% da produção nacional de sementes e puderam conhecer e trocar experiências com pesquisadores, empresas de consultoria e de serviços sobre a importância das boas práticas agrícolas.

Mairson Santana, gerente de Marketing de Tratamento de Sementes e Biotecnologia da BASF ressalta que o Brasil tem diferentes condições de solo, clima, e tratos culturais, que resulta em diversos potenciais produtivos. A BASF acompanha este cenário e investe constantemente em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para minimizar os desafios de produtividade nas lavouras.

“A decisão está nas mãos do produtor, e ele precisa pensar o que é mais caro: o investimento em sementes de boa qualidade ou uma lavoura mal estabelecida e com falhas? O tratamento industrial da semente com inoculantes, fungicidas e inseticidas é uma prática essencial, pois assegura a proteção do cultivo no solo e contribui para um bom desenvolvimento da planta”, acrescenta Mairson.

A área de Seed Solutions da BASF oferece soluções completas e eficientes para o tratamento industrial de sementes, com destaque para o inoculante biológico longa vida Granouro®  e o fungicida e inseticida Standak® Top.

 

Selo Seed Solutions

Durante o evento, os sementeiros foram reconhecidos com o Selo Seed Solutions, que qualifica o tratamento industrial de sementes de acordo com a dosagem e procedimentos recomendados pela BASF, além de assegurar ao produtor que aspectos legais e ambientais estão sendo respeitados.

A BASF realizou análises físicas e químicas nas amostras coletadas nas sementeiras, que avaliaram a semente, fluidez, plantabilidade, liberação de pó e qualidade de recobrimento. A análise química, ou HPLC, também mediu a presença do ingrediente ativo nas sementes.

“Identificamos que os agricultores ainda não têm segurança da presença da quantidade recomendada de ingrediente ativo nas sementes tratadas industrialmente. Por isso, criamos o Selo Seed Solutions para auxiliar o sementeiro a transmitir esta segurança para o produtor e para garantir um crescimento sustentável deste mercado”, finaliza Mairson.

O Gestor de Sementes da E. Orlando Roos Arlei Roberto Krüger esteve participando do evento, onde a empresa foi reconhecida e complementa, que a premiação com o Selo Seed Soluttions só confirma o resultado do nosso trabalho em TSI (tratamento de sementes industrial) em fornecer ao mercado produtos com a qualidade e garantia que o produtor adquire e comprova no desenvolvimento da lavoura.

As sementeiras que conquistaram o Selo Seed Solutions, foram: Sementes ROOS, Coamo, Sementes Agropastoril Jotabasso, Coopercampos, 3 Tentos Agroindustrial, CVale, Bela Sementes, Castro Landa e  Sementes Riber KWS.

 

 

Fonte: Imprensa BASF

Imagens