Acompanhe Nossas Notícias
Fique por dentro das últimas novidades institucionais da E. Orlando Roos
e do mercado do agronegócio.
19nov
Helicoverpa chega aos estados do Sul e FPA reforça liberação de defensivos

A lagarta helicoverpa já chegou ao sul do Brasil. Antes restrita aos estados do nordeste e centro-oeste, agora a praga já atinge lavouras de soja também em Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Para evitar prejuízos maiores, a Frente Parlamentar da Agropecuária deu início a uma mobilização de produtores para pedir a liberação de defensivos junto ao Ministério da Agricultura.

A Frente quer a adoção de medidas de combate à helicoverpa, como a aplicação do inseticida benzoato de emamectina que ainda não tem registro no Brasil. O presidente da Frente, deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), lembra que já existem queixas de cooperativas e de associações de produtores rurais sobre os efeitos nocivos da lagarta.

Segundo ele, é importante para que os demais estados do país façam um levantamento sobre a chegada da praga para que as empresas tenham os agroquímicos necessários. O objetivo da mobilização é prevenir antes que o problema se fique fora de controle.

“Não queremos correr atrás do prejuízo quando a praga já chegar lá. Então tem que haver este demanda, este início para que as empresas possam pedir a liberação no Ministério da Agricultura, para que em qualquer município, quando precisar, o produto já esteja disponível. Estamos contatando a secretaria de agricultura dos estados, as federações de agricultura, os trabalhadores da agricultura, os cerealistas, para que juntos possam fazer esta reivindicação pela liberação dos defensivos”, afirma,

Os prejuízos causados pela lagarta helicoverpa foram calculados em R$ 10,7 bilhões, sendo R$ 1 bilhão somente no oeste da Bahia. 

Fale Conosco
+55 (54) 3320.0000 ---- (54) 3191-0100